O final alternativo de Lost

Já faz mais de uma semana que a série Lost terminou. Se você ainda não viu o final, tá fazendo o que lendo um post com vários spoilers?!

Dunga, o que você achou do final de Lost?

Bom, posso dizer que quase todo mundo que acompanhava a série já viu seu fim. Alguns gostaram, muitos não entenderam nada e outros detestaram o que aconteceu no fatídico episódio.  E com isso, começou a saga de um engraçadíssimo vídeo com o “final alternativo de Lost”. Um final para redimir o que de fato foi visto por milhões de pessoas.

Pois bem, mas o que isso tem a ver com Copas do Mundo? É que neste post vamos falar do final alternativo para algumas decisões que surpreenderam o mundo. Imaginar o que teria acontecido se grandes favoritas como Holanda e Hungria tivessem sido campeãs. Ou simplesmente pensar no que seria do futebol brasileiro sem o “Maracanazzo”. Já parou para pensar nisso?

Copa de 1950: Brasil x Uruguai, Maracanã, 203 mil pessoas assistem ao empate da nossa seleção  contra a celeste olímpica. O resultado garante o primeiro e único título do Brasil. Barbosa ganha estátua em frente ao estádio. A base campeã é mantida para 1954, adiando a renovação. E a má performance nas Copas seguintes faz o Brasil ganhar fama de time caseiro. O povo não acredita nas chances da seleção na Copa de 2010 e aposta tudo em 2014.

Herói do único título brasileiro em Copas

Copa de 1954: Hungria x Alemanha, Wankdorf Stadium, a poderosa esquadra húngara bate a Alemanha pela segunda vez no torneio e sagra-se campeã. Nossa seleção alviceleste – o uniforme canarinho nunca seria adotado – enfrenta a Hungria, campeã olímpica, no melhor jogo de todos os tempos. Perde, mas sai de cabeça erguida ao reconhecer a superiortidade dos europeus. Até os jornais brasileiros reverenciam Puskas no dia seguinte à partida.

Puskas: um craque temido pelos adversários e pelas frágeis balanças

Copa de 1974: Holanda x Alemanha, Estádio Olímpico de Munique, a Laranja Mecânica se consagra ao bater a seleção anfitriã por 1 a 0. O toque de bola holandês encanta o mundo e dura até 1978, quando são bicampeões. Cruyff, líder do time nos dois torneios, se iguala aos maiores gênios das Copas, como Zizinho e Puskas. A vice-campeã Alemanha, por sua vez, busca seu primeiro título até hoje.

Cruyff para Beckenbauer: "Vocês não vão ver a cor da bola!"

E para você, qual jogo de Copa do Mundo mereceria um final alternativo? Nem precisa ser a grande decisão. O que você acha de mudar o desfecho do traumático Brasil x Itália, de 1982? Talvez, da emocionante partida Inglaterra x Camarões, de 1990? Ou, quem sabe, do suspeitíssimo embate Argentina x Peru, de 1978?

Postado por: Flávio Tamashiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s