Copawriter de Fora III: A Argentina de 2010 é o Brasil de 1994, por Caio Cassoli

O terceiro Copawriter a escrever nesta seção é, na verdade, um Copartdirector de mão cheia. Caio Cassoli trocou a caneta do tablet pelo teclado e trouxe uma constatação assustadora: a atual seleção argentina lembra muito mais a brasileira de 1994 do que a gente gostaria de admitir…

_______________________________________________

A Argentina de 2010 é o Brasil de 1994.

Não, não acho que essa Argentina é retranqueira, não é isso. A Argentina não joga igual ao Brasil do Parreira. Até porque o ataque dos hermanos é o sonho de qualquer jogador de Winning Eleven: Messi é o melhor do mundo, Milito fez 2 gols na final da Champions League, Higuain e o Tevez estão arrebentando.

O que eu acho bizarro são as coincidências entre esses dois times. Vamos a elas:

Classificação sofrida: aqueles dois gols do Romário no Maracanã e a vitória vocês-vão-ter-que-me-engolir do time de Maradona em Montevidéu.

Ultimo jogo das eliminatórias com o Uruguai.

Técnico desacreditado: em 94, quem não entoou o mantra “Parreira burro”? Hoje, graças ao seu desempenho no banco, Maradona desceu de pedestal de “Díos”. O que, no caso dos argentinos, é o equivalente de chamar o Parreira de burro.

O craque do time joga no Barcelona: Romário fazia dupla com Stoichkov no time catalão em 94. Hoje quem está lá é Messi.

Campeão 24 anos depois: se for campeã nesse ano, a Argentina vence 24 anos depois de 86, como o Brasil em 94 — 24 anos depois de 70.

Num país sem tradição no futebol: em 94 nos Estados Unidos, país do basquete, baseball e futebol americano; hoje, na África do Sul, país do rugby e cricket.

E as coincidências entre Brasil e Argentina não param por ai:

Os 2 países foram campeões no México (Brasil – 70 e Argentina – 86), oito anos depois da última conquista (62 e 78) e com o maior craque da história do país (Pelé e Maradona).

Bom, vou parar por aqui, senão daqui a pouco vou descobrir que sou argentino.

Ver também: Copawriter de Fora I e Copawriter de Fora II

Anúncios

5 Respostas para “Copawriter de Fora III: A Argentina de 2010 é o Brasil de 1994, por Caio Cassoli

  1. A diferença é que se a Argentina ganhar essa Copa vai ser uma injeção de ânimo nos que acreditam no futebol bem jogado. A vitória do Brasil em 94 serviu de argumento aos medíocres e teve papel fundamental no que iria se tornar o futebol dos anos seguintes.

  2. 93 com Baggio, 97 com Ronaldo, 2001 com Figo, 2005 com Ronaldinho Gaúcho. Nunca o melhor do mundo durante uma copa ganha o caneco. Ou seja, a macumba da vez está com Messi. Uhhhh mizifiu.

    • 58 e 70 com Pelé, 62 com Garrincha, 74 com Beckenbauer (beleza, tinha o Cruiff e o genial Rivellino), Kempes em 78, Maradona em 86 e 90 (se no fosse um pênalty descarado a Argentina teria sido campeã), Romário em 94, Zidane em 98, Ronaldo em 2002 (quem acha que o craque da Copa foi o Figo não viu a Copa). É, moçada, o craque sempre fez e sempre fará a diferença.

  3. Tô com o Reinaldo, mas o Max tem razão, seria melhor para o futebol ver um time assim ganhando a Copa. E digo mais, Argentina vai pegar a Espanha na semi, fazer um daqueles jogos históricos, e vai golear o Brasil na final.

  4. Espetacular o gol do Romário contra o Uruguai.
    Será que não rola colocar um link pro nosso site aí? Lá tem um link pro CopaWriters.

    Abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s